Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Centro de Referência de Mulheres Patrícia Esber celebra 10 anos de existência

Publicação:

REI 8574
Ato marcou os 10 anos de fundação do CRM Patrícia Esber - Foto: Felipe Farias

Na tarde de hoje (28/09) a secretária Regina Becker esteve em Canoas participando da solenidade de aniversário dos 10 anos do Centro de Referência de Mulheres Patrícia Esber, que realiza um importante trabalho de combate à violência contra a mulher.

Os Centros de Referência, instituídos por decreto em 2002 no Rio Grande do Sul, fazem parte de uma Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher que incluem vários avanços neste sentido, incluindo a Lei Maria da Penha, em 2006. Em Canoas, O CRM é mantido pela prefeitura em parceria com a ONG Coletivo Plural e presta uma série de serviços especializados para o atendimento às vítimas expostas aos mais diversos tipos de violência, além do apoio psicossocial, orientação e acesso aos programas de assistência social, bem como sobre os cuidados da saúde da mulher.

Na SICDHAS, a prioridade do Departamento de Políticas para as Mulheres (DPM) é combater a violência contra a mulher. Esse trabalho é feito por meio da articulação e prestação de serviços não só à comunidade, mas aos municípios gaúchos. O trabalho do DPM é de caráter preventivo, tendo como pilares para a efetivação dos serviços, a promoção da igualdade entre homens e mulheres e a elaboração e coordenação das políticas públicas em torno da causa em nível estadual.

“Meus cumprimentos à Coordenadoria de Política para Mulheres de Canoas, organismo responsável por articular, coordenar e monitorar as políticas municipais para as mulheres no município, pelo trabalho e pelo conceito amplo que utilizam no atendimento a estas mulheres, visando, além do acolhimento no episódio violento, o tratamento da alma e o encaminhamento para o acesso a direitos e oportunidades de qualificação para inserção no mercado de trabalho”, destacou a secretária Regina.

“São parte de uma bem-vinda rede de enfrentamento à violência contra as mulheres e dizem respeito à atuação articulada entre as instituições e serviços governamentais, não-governamentais e a comunidade, visando ao desenvolvimento de estratégias efetivas de prevenção e de políticas que garantam o empoderamento e construção da autonomia das mulheres vítimas da violência”, complementou.

Participaram da solenidade o prefeito Jairo Jorge, a secretária especial da Coordenadoria de Mulheres Vani Piovesan, a deputada federal Maria do Rosário, o representante do Comitê Gaúcho He for She ONU Mulheres, deputado Estadual Edegar Pretto, representando a presidência da Câmara de Vereadores, vereadora Maria Eunice, a delegada especializada no atendimento a mulher Clarissa Demartini, a Coordenadora do Centro de Referência para mulheres em situação de violência Patrícia Esber, Telassim Levandoswki, a vice-presidente do CONDIM, Fabiane Lara, a coordenadora da Casa abrigo Lira Letícia Lemos e autoridades municipais.

Dentre projetos e políticas públicas voltadas às mulheres no estado estão:

• Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo

O CRMVAM faz o acolhimento seguro e gratuito às mulheres vítimas de violência doméstica e presta serviços jurídicos e psicossociais. É a principal porta de entrada na Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e de promoção de sua emancipação. Tem como uma das suas principais funções, fazer a articulação entre Estado e as Redes de Proteção à Mulher dos Municípios, realizando os devidos encaminhamentos das vítimas, quando necessário.

• Projeto Casa da Mulher Gaúcha

O Projeto Casa da Mulher Gaúcha será destinado ao cumprimento das politicas públicas às mulheres em situação de violência e vulnerabilidade social, ampliando a rede estadual de fortalecimento em atendimento às mulheres, em parceria com os municípios e órgãos jurisdicionais em defesa dos direitos difusos.

SICDHAS - Secretaria da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social